pagu1933-04.jpg
WhatsApp Image 2022-01-26 at 07.35.48.jpeg

- Ninguém 
   trabalha
   amanhã!
- Ninguém!

Maura Grimaldi & Ana Cristina Porto Castanheira.


2022. Peça gráfica em camiseta e performance.

Para o contexto da exposição +100 = 22/Quantos Patos na Lagoa? (2022), patente na Galeria B_arco e com curadoria de Izabel Pinheiro e Renato De Cara, surge o projeto  - Ninguém trabalha amanhã! - Ninguém!.

Essa obra é uma parceria e co-criação entre Ana Cristina Porto Castanheira (1956), trabalhadora do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e sua filha Maura Grimaldi (1988), artista e pesquisadora.


A proposta prevê a utilização de uma camiseta
branca com a inscrição da frase “- Ninguém
trabalha amanhã! - Ninguém!“ por Ana Cristina Porto Castanheira durante o período em que a exposição permanecer aberta. A camiseta foi uma proposição de Maura Grimaldi que também realizou o desenho.


A frase que consta na peça de roupa, e que
dá título à obra, foi retirada do livro “Parque
Industrial“, escrito em 1933 por Patrícia Galvão (1910-1962), conhecida como Pagu . O livro, publicado sob o pseudônimo Mara Lobo, foi considerado o primeiro romance proletário brasileiro.

 

Apesar de Pagu não ter participado da Semana de Arte Moderna (1922), tornou-se um expoente da geração modernista

parqueindustrial-1933.png

Capa da 1ª edição do livro Parque Industrial: o romance proletário de Patrícia Galvão (São João da Boa Vista, SP, 1910 -  Santos, SP, 1962).

WhatsApp Image 2022-01-26 at 21.10.59.jpeg

- Ninguém trabalha amanhã! - Ninguém!

Maura Grimaldi & Ana Cristina Porto Castanheira.

2022. Peça gráfica em camiseta sobre cadeira e performance.  Vista da peça exibida na Galeria B_arco em São Paulo no contexto da exposição +100 = 22/Quantos Patos na Lagoa?  curada por Izabel Pinheiro e Renato De Cara. 29/01 a 05/03 de 2022.

ninguemtrabalhaamanha2.gif

 

- Ninguém trabalha amanhã! - Ninguém! Maura Grimaldi & Ana Cristina Porto Castanheira. 2022. Documentação.