A invenção de Morel: leitura de um fragmento

2017. Textos de parede a partir da obra A invenção de Morel de Adolfo Bioy Casares e leitura performática. A ação ocorreu no dia 09.09 de 2017 do meio dia solar ao sol poente, totalizando mais de seis horas de trabalho.

A invenção de Morel: leitura de um fragmento foi uma performance que ocorreu dentro do projeto de exposição Sala de Leitura*, curada por Galciani Neves.

Tratou-se de uma ação realizada por duas leitoras artistas, a partir do fragmento original em espanhol do texto La invención de Morel de Adolfo Bioy Casares, e sua tradução livre organizada por Maura Grimaldi.

A ação articulava as relações do corpo e dos sons dentro do espaço expositivo e propunha a experiência de duplicação dos indivíduos através das projeções de vozes simultâneas.

 

*Fotos: “Sala de Leitura”, curadoria Galciani Neves, SESC São Carlos, São Carlos, Brasil. Junho-Outubro, 2017.