Aparições: Painel de controle/ Documentos/ Morel/ Abadiânia.

2015. Construção de painel de controle para três projetores e sistema de reprodução de imagens em diapositivos. Fonte das imagens: arquivo da artista, arquivo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, “Fautographie. Petite histoire de l’erreur photographique” de Clément Chéroux, “Les espace de l’image” de Gaelle Morel, “Dia /Slide /Transparency: Materialien zur Projektionskunst” de Peter Funken, “Curas espirituais” de Ismar Estulano Garcia.

Aparições: Painel de controle/ Documentos/ Morel/ Abadiânia exibe três narrativas distintas a partir da projeção de slides. Essa seqüência randômica das projeções é comandada por um painel de controle capaz de programar modos manuais e automáticos de passagem dos slides, bem como alterar o índice da luz que foi readaptado. Este painel foi desenvolvido pela artista especialmente para essa obra, desde a parte de prototipagem até a parte de programação com a ajuda de um físico-programador.

 

Cada projetor exibe uma coleção distinta de imagens. O primeiro traz uma compilação da história da técnica e da construção do próprio aparato. O segundo trata-se de fotografias do arquivo pessoal da artista que possuem um caráter fantasmagórico. Por fim, o que se apresenta na terceira narrativa é a documentação de uma visita feita à um dos mais importantes centros baseados na prática espírita no Brasil, Abadiânia.

Fruto de uma pesquisa que vem sendo desenvolvida desde 2014, este é um projeto que concentra-se na investigação a partir da conceituação de imagem, nos experimentos relacionados ao universo da linguagem técnica sobre a imagem projetada, e nos estudos que levam em consideração a dimensão do invisível, e que no caso, culminou em um estudo mais aprofundado sobre o espiritismo. A partir da análise desses três focos, é possível notar uma série de paralelismos. Muitas vezes os vocabulários são comuns, termos utilizados em um campo poderiam ser encontrados em outro de forma análoga, assim como cruzamentos históricos e geográficos apareceriam diversas vezes.

Fotos: Documentação do espaço expositivo: 11a Residência Artística - Red Bull Station. Novembro, 2015.

Diagrama

2015. Impressão em vinil adesivo sobre parede.

Criação de diagramas a partir de projetos desenvolvidos ao longo da 11a Residência Artística - Red Bull Station.

Fotos: Documentação do espaço expositivo: 11a Residência Artística - Red Bull Station. Novembro, 2015.

Sem título

2015. Projeções.

Entre 14h e 17h a partir da arquitetura do edifício Red Bull Station em novembro de 2015.
Transformação do ateliê em uma câmera escura durante o período da 11a Residência Artística - Red Bull Station São Paulo, Brasil.

Outros trabalhos

2015. Projetos desenvolvido na ocasião da residência da 11a Residência Artística - Red Bull Station São Paulo, Brasil.